Projeto Sai Prá Rua - Capacitar para Incluir pelo Desporto e Aventura

O Projeto Sai Prá Rua – Desporto ao Ar Livre para TODOS, surgiu com o principal intuito de fomentar estilos de vida saudáveis, através do incremento das oportunidades de prática de atividade física ao ar livre, combatendo o sedentarismo e todos os malefícios bio-psico-sociais daí inerentes, sempre através de atividades que se mostrem motivadoras e inclusivas.

Em 2022 a APERCIM decidiu mudar o paradigma do Projeto dando uma resposta nessa área às diretrizes e políticas da inclusão e da capacitação, nomeadamente ao tentar corresponder às áreas prioritárias do principal financiador do projeto, o Instituto Nacional para a Reabilitação I.P..

Este é um projeto que terá como principais objetivos a realização de ações de formação e capacitação para os praticantes e técnicos das modalidades: Pedestrianismo, BTT, Fitness, Surf, SUP, Desportos de Montanha e Canoagem, desenvolvendo um conjunto de ações de prática integrada numa perspetiva peer2peer fomentando a díade praticante/pessoa com deficiência e a disseminação de boas práticas.

Além do apoio financeiro do Instituto Nacional para a Reabilitação, no âmbito do seu Programa Nacional de Financiamento a Projetos, conta ainda com o apoio financeiro do Instituto Português do Desporto e Juventude, no âmbito do Programa Nacional de Desporto para Todos. em 2020 o projeto passou a contar também com o apoio da Fundation Decathlon.

Com o dinamismo que nos é reconhecido em diversas esferas, com o apoio dos organismos da área do Desporto e da Reabilitação e com muito trabalho, estamos certos que conseguiremos desenvolver um bom projeto em prol de TODOS.


Projeto Sai Prá Rua 2022 - Detalhado

Introdução

A APERCIM – Associação Para a Educação e Reabilitação de Cidadãos Inadaptados de Mafra, é uma IPSS que presta apoio a cerca de 600 pessoas, onde se incluem pessoas com deficiência e crianças com necessidades educativas especiais. A Instituição disponibiliza 5 Respostas Sociais: Centro de Atividades Ocupacionais (CAO), Centro de Recursos para a Inclusão (CRI), Creche, Lar Residencial, Projeto de Intervenção Precoce (integrado na ELI Mafra). A área de intervenção geográfica é primordialmente o concelho de Mafra, sendo ainda prestado apoio a alguns casos dos concelhos limítrofes e, no âmbito do CRI, ao do Sobral de Monte Agraço.

O Projeto Sai Prá Rua

Diagnóstico/necessidades:

APERCIM tem vindo, há vários anos, a desenvolver um projeto de atividades desportivas, com um ênfase no contexto outdoor, tendo contado com a parceria de diversas entidades em variadas modalidades (Clubes, Associações, Grupos de Praticantes, Federações,...). Desta experiência retemos o know-how adquirido, mas verificamos a forte necessidade de capacitar as entidades parceiras para melhor acolher a pratica por Pessoas com Deficiência e Incapacidade (PcDI), tanto ao nível da oferta de atividades como no acompanhamento das mesmas. É necessário promover esta capacitação através da formação dos elementos das entidades promotoras de desporto e através da sensibilização, formação e capacitação dos próprios praticantes para que possam acolher as PcDI na prática desportiva, de uma forma verdadeiramente inclusiva. A inclusão nestas atividades desportivas, transcende a esfera individual da prática, colmatando a necessidade de incluir do ponto de vista social e comunitário a PcDI, num cumprimento do garante da igualdade de oportunidades e de direitos. Da experiência passada, verificamos igualmente a necessidade de disseminação de boas práticas e de promoção de um trabalho em rede, entre ONGPDs e Organizações promotoras de desporto, através da realização de ações de partilha e de intercâmbio. Do ponto de vista das PcDI que têm beneficiado deste projeto verifica-se a necessidade de uma prática desportiva inserida na comunidade, sendo notório na nossa avaliação das atividades (e relatado pelos próprios), uma maior motivação e melhor desempenho quando a prática é feita numa perspetiva peer-to-peer em que o Praticante Desportivo e a PcDI formam uma díade na pratica desportiva com ganhos mútuos. Verificamos ainda, que na comunidade existe por vezes um paternalismo em relação à PcDI e à suas (In)capacidades, pelo que se pretende investir em modalidades Outdoor, por vezes apelidadas de “Radicais” ou de “Aventura”, demonstrando que a (D)eficiência ou a (In)capacidade não definem a Pessoa.

Descrição do projeto:

Pretendemos Capacitar Clubes e Associações promotoras de Desporto e Atividade Física, para incluírem PcDI nas atividades, através da realização de ações de formação (presenciais e on-line),workshops, estágios e prática partilhada, destinadas aos profissionais e praticantes. Estas ações serão promovidas pela APERCIM, junto dos seus parceiros, fruto do know-how adquirido em projetos de âmbito desportivo, dirigindo-se às modalidades de BTT, Canoagem, SUP, Desportos de Montanha, Surf, Basquetebol e Fitness. Além da componente formativa expositiva, pretende-se desenvolver atividades de Formação-Ação, onde seja dado o enfoque especial à prática inclusiva, numa perspetiva peer-to-peer desenvolvendo-se díades Praticante / PcDI, em atividades e estágios, potenciando a aprendizagem mútua. Pretendemos ser uma rede de recursos metodológicos, técnicos e de equipamentos, onde quem pretenda incluir as PcDI nas suas atividades possa recorrer para facilitar a inclusão. As PcDI participarão de acordo com a sua manifesta vontade nas atividades, selecionando-as de acordo com os seus interesses. Prevemos disseminar boas práticas, junto de Escolas e ONGPD, desafiando-as a realizar atividades similares.

Objetivos:

Capacitar Clubes e Associações promotoras de Desporto e Atividade Física, para incluir PcDI nas suas atividades; Formar Recursos Humanos e Praticantes para acompanhar PcDI em Atividades Desportivas e de Aventura; Criar condições para uma prática desportiva inclusiva; Potenciar as oportunidades de prática desportiva para PcDI.